Procurador que reclamou do salário de R$ 24 mil está de licença médica

Nos últimos quatro anos, Azeredo recebeu pelo menos R$ 4 milhões 

O procurador Leonardo Azeredo dos Santos que disse receber um “miserê” em uma reunião, no início do mês de agosto, fazendo alusão aos seu salário de R$ 24 mil, agora está de licença do trabalho, conforme informado pelo Ministério Público.

O procurador-geral de justiça de Minas Gerais, Antônio Sérgio Tonet, afirmou que Leonardo está de licença-médica. O Ministério Público de Minas disse que não sabe até quando ele estará afastado.

O áudio do procurador questionando os vencimentos foi divulgado na última segunda-feira (9). Leonardo afirmava que estava baixando o padrão de vida por causa do salário. “Estou deixando de gastar R$ 20 mil de cartão de crédito e estou gastando R$ 8 mil”.

Segundo o Portal Transparência, por mês, o procurador recebe uma renda mensal de R$ 35.462,22. Com os descontos, o procurador recebe R$ 24 mil.

Apesar disso, em junho deste ano, o valor líquido foi de R$ 50.104,64, além de outras verbas de indenização, no valor de R$ 8.984,18 e outras verbas remuneratórias que chegaram a R$ 19.528,84. Somados os valores, no mês, o procurador recebeu R$ 78.617,66.

Apesar da reclamação, nos últimos cinco anos, Leonardo deve ter recebido pelo menos R$ 4 milhões, sem levar em consideração benefícios como auxílio alimentação de R$ 1.100,00 por mês e Saúde de R$ 1.900,00.

Azeredo está no órgão desde 1991, quando ingressou como promotor de justiça. Desde 2010 ele passou a ser procurador, segundo cargo mais alto na hierarquia da instituição.

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: