UFMG defende extensão do auxílio de R$ 600 até dezembro

Apesar de o Governo Federal ter anunciado que o auxílio emergencial de R$ 600 vai ter duração por três meses, um estudo da Universidade Federal de Minas Gerais (UMFG) aponta que se a ajuda financeira fosse estendida até dezembro a economia do Brasil seria impactada positivamente.

Segundo dado dos cálculos feitos pelos estudiosos, caso o auxílio se estenda por dois trimestres, o impacto no cenário econômico brasileiro pode ser cerca de cinco vezes maior do que o projetado para o cenário de um trimestre.

Débora Freire, uma das autoras do estudo esclarece que geralmente são levados em consideração apenas o custo bruto do pagamento deste benefício, mas o correto seria pensar no custo líquido.

A projeção ainda aponta que caso o benefício seja estendido até o final do ano haverá um impacto positivo no Produto Interno Bruto (PIB) que seria de 0,55%, o que representa 0,31% de impacto permanente até 2021.

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: