Zema lamenta primeiro óbito por coronavírus em Minas e fala sobre exames para comprovação da doença

A primeira morte por conta do novo coronavírus foi confirmada em Minas Gerais na última segunda-feira (30). Trata-se de uma mulher de 82 anos moradora de Belo Horizonte e que estava internada no Hospital Biocor, em Nova Lima, na região Metropolitana da Capital.

A idosa havia dado entrada na unidade no dia 21 de março, com quadro de febre, tosse e desconforto respiratório. No dia 23 de março ela fez um exame que constatou a Covid-19 e ela precisou ser transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Nas redes sociais, o governador Romeu Zema lamentou a morte da idosa por conta do novo coronavírus e reforçou que não podemos menosprezar a doença. Zema também explicou como são levantados os dados que comprovam os casos suspeitos, confirmados e até de óbitos da doença.

Além deste óbito outras mortes estão em investigação pela Secretaria. Além disso, milhares de pessoas estão com a suspeita da doença.

Casos não são detectados

Um estudo publicado no último domingo (29) pela Escola de Londres de Higiene e Medicina Tropical apontou que apenas 11% dos casos de coronavírus em Minas são detectados.

Isso mostra que apenas uma em cada dez pessoas que carregam o vírus foram registradas pelo governo.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o estudo britânico é baseado em um modelo matemático que usa como referência a taxa de letalidade do coronavírus na China.

Previna-se

A recomendação dos médicos é lavar as mãos com água e sabão por pelo menos 20 minutos, na falta de água e sabão, utilizar álcool gel e evitar levar as mãos nos olhos, nariz e boca.

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: