Lei da Mordaça: Jogadores do Cruzeiro não falam mais com jornalistas

após a goleada sofrida para o Santos por 4 a 1 na Vila Belmiro, o clube tomou uma decisão drástica de proibir seus jogadores de darem entrevistas até o fim da competição. O comunicado foi feio em coletiva pelo diretor de comunicação do clube Valdir Barbosa nesta segunda-feira.
“Após a partida contra o Santos, a diretoria e a comissão técnica estiveram reunidas e decidiram que neste período agora, até o jogo contra o Grêmio, ou talvez até contra o Palmeiras, a gente vai preservar os jogadores de qualquer tipo de entrevista.”
“A partir de hoje eles não falarão com vocês (imprensa). Sabemos que há uma dificuldade por parte de vocês, mas também há de nossa parte. Temos que equilibrar essa situação. Eles ficarão preservados. As notícias que tiverem de diretoria ou presidente, eu, o Wagner Pires de Sá ou o Marcelo Djian estremos aqui para falar.”
Os atletas não concederão entrevistas na zona mista dos estádios e nem no CT do clube. O técnico Abel Braga continuará dando coletivas normalmente.
O diretor de comunicação do clube ainda ressaltou que o episódio envolvendo a lesão de Thiago Neves e o técnico Abel Braga não teve nada a ver com a decisão de proibir os jogadores de falarem.
Após a derrota contra o Santos, o meia cruzeirense declarou que vinha jogando com dores nas últimas partidas. Perguntado na coletiva sobre o caso, Abel Braga disse que essa informação não havia sido comunicada para a comissão técnica

Postado originalmente por: VinTV

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: