Projeto Clube de Leitura das Mulheres Negras se inicia no dia 7 de março

Incentivado pela lei Aldir Blanc, através da Secretaria de Cultura de Montes Claros, o projeto Clube de Leitura das Mulheres Negras inicia no próximo dia 7 de março, através da plataforma Instagram.
Com o apoio institucional do Instituto de Desenvolvimento Humano DAGHOBÉ, o clube tem como objetivo compartilhar leitura de textos e de mundo a partir da fala de importantes nomes do cenário nacional, buscando assim, estimular a prática da leitura como forma de emancipação humana. “Nosso Instituto está apoiando institucionalmente, através de suas “mídias” digitais, uma iniciativa inédita como demonstração de compromisso com a superação de processos de opressão e construção de uma sociedade brasileira pautada pela justiça, sem preconceito e discriminação de qualquer natureza” explica o presidente do Instituto DAGHOBÉ, o professor doutor, Anelito de Oliveira.
O projeto contará com quatro seções nos dias 07, 14, 21 e 28 de março, sempre das 17h às 19h, no formato de live no Instagram, e será gravada e retransmitida através do Facebook, YouTube e outras redes sociais com finalidade principal de estimular a prática da leitura como forma de emancipação humana. Foram convidadas quatro mulheres negras que se destacam entre as mais importantes na cena intelectual contemporânea, exemplos notáveis do papel da leitura na emancipação humana da mulher negra.
No dia 7 de março, abre a roda de conversas, a doutora em Comunicação pela USP – Universidade de São Paulo e autora de vários livros sobre questões de mídia e racismo, Rosane Borges. No dia 14, será a vez da doutora em Literatura pela UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais e professora do Instituto Federal do Norte de Minas, Edneia Rodrigues. No dia 21, o projeto recebe a jornalista brasiliense radicada em Berlim com contribuições enormes sobre raça e gênero na vida social, Noêmia Colonna. E no dia 28, participa do evento a também jornalista Etiene Martins, mestranda em Comunicação pela UFMG e proprietária da Livraria Bantu em Belo Horizonte, especializada na comercialização de livros de e sobre autores e questões negras, fechará a primeira edição do Clube de Leitura.
O projeto contará com mediação da professora e Assistente Social, Yoná Fernanda Moreira. Ela explica que na primeira da duas horas de cada seção do projeto, as mulheres leitoras-escritoras convidadas irão abordar o tema ‘O papel da leitura na emancipação humana da mulher negra’. Já no segundo momento haverá conversa com outras mulheres e público em geral interessadas sobre questões relevantes relacionadas à mulher negra, como racismo, violência, assédio e feminicídio.As inscrições gratuitas para participar do Clube de Leitura das Mulheres Negras, que irá oferecer certificado, podem ser feitas através do email: [email protected]

Postado originalmente por: VinTV

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: